Produtos vencidos? Aprenda 3 passos para ter controle de estoque

A regra básica e essencial de qualquer negócio que trabalha no ramo de alimentos é: jamais corra o risco de ter produto vencido no estoquePara que isso não aconteça é preciso fazer um controle rigoroso de validade dos produtos para minimizar ou mesmo zerar as chances de arcar com o prejuízo de mercadorias vencidas.

Quando um bom controle de estoque é feito, estão garantidas a qualidade e a lucratividade, que são itens essenciais para o sucesso e também para a reputação do seu negócio. Válido tanto para as grandes redes de supermercado quanto para as micro e pequenas operações.

Portanto gerenciar a vida útil dos produtos com prazo-limite não é realmente uma tarefa muito simples. Mas se você ficar de olho nas nossas dicas, vai ficar mais fácil com certeza. Vamos lá?

Atenção aos produtos perecíveis

No caso de alimentos perecíveis a questão é ainda mais séria, pois envolve o bem estar e a saúde das pessoas que vão consumir o que você está comercializando. E para regularizar, fiscalizar e até autuar possíveis irregularidades, existem normas que são asseguradas pela legislação nacional e pelo Código de Defesa do Consumidor, para que os direitos sejam garantidos.

O cuidado deve ser redobrado quando se fala nesse assunto. Bebidas e alimentos que precisam de acondicionamento devem estar em local adequado para que não tenham a validade comprometida.

Um produto vencido é perda de dinheiro em dobro: tem impacto no seu orçamento pois é um investimento que não teve retorno. 

Somado a isso, existem leis que tratam exclusivamente da proteção ao consumidor. Elas proíbem comercializar, guardar ou expor produtos vencidos ou em condições inadequadas para o consumo e que não estejam de acordo com as regras de vigilância sanitária.

A penalidade para o estabelecimento ou responsável pela infração de comercializar produtos fora do prazo de validade é de multa. Em casos extremos pode haver detenção de dois a cinco anos.

Agora que você já sabe quais as consequências legais de um produto vencido, aprenda como fazer um melhor controle de estoque para evitar que isso aconteça.

3 dicas para fazer um bom gerenciamento de estoque.

Apesar de ter um nome meio complicado, o controle de estoque é basicamente o controle de entrada e de saída dos produtos, a quantidade de cada item e o prazo de validade deles. 

O início, como todo começo de hábito, pode ser um pouco trabalhoso e até meio enfadonho, mas tenha em mente que é uma ação necessária. E a prática leva à perfeição. Uma vez estabelecida a rotina de monitoramento do estoque, a tarefa fica mais fácil. 

Fazendo esse gerenciamento é possível analisar o volume de vendas para levantar informações como: quais os produtos que saem mais e os que saem menos? Sem isso as compras são feitas às cegas. Então fique por dentro para saber exatamente para acertar nas compras, quais itens pedir em maior quantidade e quais são não necessários adquirir nesse momento.

Leia também:

Como armazenar alimentos perecíveis por mais tempo

1. Faça um inventário

O primeiro passo para fazer controle de estoque é fazer um levantamento inicial bem detalhado.

Saiba tudo o que tem no seu estoque.  E quanto falamos “tudo” é exatamente o que isso significa. Tipo, marca, cor, tamanho e data de validade. Essa lista será a base para fazer o bom controle do seu estoque.

Uma forma de organizar esses itens é deixar os produtos com data de vencimento mais próxima devem ficar sempre dispostos na parte da frente. Assim eles são os primeiros a saírem isso ajudará a escoar mais rapidamente e evitará sobra de produtos.

2. Estrutura física é fundamental

O estoque precisa ser em um lugar adequado para o armazenamento, principalmente se você opera com produtos perecíveis, que precisem de refrigeração ou que sejam frágeis.

O local onde suas mercadorias ficarão guardadas precisa estar em excelentes condições para uso. A temperatura do ambiente vai influenciar na manutenção da vida útil dos produtos. Então seja criterioso. 

Se atente para que seu estoque seja um local fresco, sem umidade, com espaço para que os produtos não fiquem amontoados, para que não amassem, estraguem ou quebrem.

Um ponto importante é que o local esteja protegido de ratos, baratas, traças e outras pragas urbanas, e esteja sempre limpo. 

3. A tecnologia como aliada

Um bloco de anotações ou caderno tem seu valor e utilidade para fazer o controle de estoque. Mas você pode usar a tecnologia ao seu favor para facilitar essa tarefa, já que o controle de estoque é uma tarefa que requer um certo nível de acompanhamento e detalhamento.

E nem precisa investir em um robusto sistema de gestão se seu estoque não é muito grande. Existem aplicativos para celular que permitem fazer o controle de estoque diariamente, de forma mais simples e com a vantagem de poder ser acessada de qualquer lugar. E também dá pra aproveitar os recursos das planilhas, caso você tenha domínio do Excel, por exemplo.

Viu como fazer o controle de estoque não é tão complicado assim? Seguindo as nossas dicas fica mais fácil garantir a vida útil dos seus produtos e evitar que eles estraguem no armazenamento.

Que tal agora ler sobre: Ovos para revenda: gere mais lucros para o seu comércio